A odisséia do HTPC – Parte 1 – Introdução

Desde um episódio que aconteceu na primeira empresa que trabalhei, quando vi que vi um computador com uma conexão RCA amarela, a idéia de ligar o computador na TV para assistir filmes me é basta recorrente. Na época me frustrei pois era uma conexão S/PDIF, e não vídeo composto.

Minha primeira experiência em utilizar vídeo do computador na tv, ocorreu alguns anos mais tarde, quando aquiri um computador novo, com placa de vídeo e uma saída S-VIDEO, que com algumas adaptações pode ser ligada a entrada vídeo composto de uma tv CCE. Fiquei maravilhado com aquilo, mas pela pouca praticidade, acabei abandonando a idéia.

image image

Mais tarde adquiri um equipamento chamado VideoLink, muito utilizado por pessoas que querem extender a imagem que vêem na tv da sala, que normalmente possui um receptor de satélite, para às outras tvs da casa, sem ter de passar fios. Esta solução transmite àudio e vídeo para um determinado canal UHF, e dependendo do posicionamento da antena, funciona maravilhosamente bem, como se estivesse ligada diretamente ao televisor.

Depois de algumas adaptações, consegui transmitir os episódios das minhas séries favoritas do meu computador para a tv da sala, fiz esse procedimento por algumas semanas, mas pela pouca praticidade, de ter de ir ao meu computador toda vez que precisasse pausar, ou trocar o arquivo acabei desistindo da idéia.

image

Há aproximadamente um ano, adquiri um monitor de 22” FullHD, e assistir filmes e séries no computador acabou sendo melhor do que as gambiarras que ja fiz. Mas, nesse interim, acabei conhecendo alguns programas extremamente bem feitos, que tem por finalidade fornecer uma interface amigavel para organizar os arquivos de mídia, e viabilizar a sua manipulação de forma agradável em uma tv, monitor grande ou projeção.

jt ja

Testei várias soluções, e a mais completa pareceu ser o XBMC, ou XBOX Media Center, que surgiu a partir de um software desenvolvido especificamente para ser utilizado junto com o xbox, com esta funcionalidade de manipular arquivos de mídia. Outra solução maravilhosa é o Boxee, que por sinal é derivado do XBMC, mas tem um foco um pouco mais social, onde você compartilha seu histórico e suas opniões sobre os arquivos que assistiu ou ouviu, e ainda permite você utilizar mini-aplicativos, que acessam diversos serviços web de streaming de vídeo, música e fotos, ou seja ele é bastante voltado a parte social, pra web mesmo !

Já havia visto o XBMC há algum tempo, mas achei muito complicado, pela tamanha gama de opções que você tem à disposição para customizá-lo, mas quando me deparei com o Boxee, a idéia de ter um computador na sala, ligado diretamente a tv ou projetor, voltou a assombrar meus pensamentos.

Com uma interface bastante intuitiva, ideal para ser utilizada com controle remoto, o boxee permitiu que eu adicionasse minhas pastas de Filmes, Músicas e Séries, e como num passe de mágica, organizou-as perfeitamente, trazendo informações sobre sinopse, album ou até mesmo, no caso das séries, organizando os episódios em ordem cronológica, o que eu achei fantástico !

Não sosseguei enquanto não convenci minha namorada que nós PRECISAVAMOS de um HTPC, e acabei comprando o computador, que até que a sala esteja pronta (com toda a mobília, e projetor) terá uso misto, mas toda a parte de configuração, ficará para um próximo post.

Durante o período em que aguardava a chegada do HTPC, pesquisei bastante em foruns especializados sobre as melhores soluções em software. Há os que preferem manter o Windows Media Center do Windows 7, que não deixa de ser uma ótima solução, integrada a biblioteca de mídia do sistema operacional), mas sem sombra de dúvidas o XBMC reina absoluto dentre os entusiastas de HTPC, senti bastante falta do Boxee, nos foruns, acho que por ser um fork do XBMC as pessoas ainda estão um pouco céticas em relação a ele.

Resolvi então baixar o XBMC, e ver quais as inovações implementadas desde minha última experiência com ele. Allém disso pesquisei vários tutoriais no Youtube (é incrível como você pode aprender qualquer coisa lá) e o que era antes complicado, deixou de ser um bicho de 7 cabeças.

No próximo post trarei minhas experiências com o XBMC e com o Boxee.


Fatal error: Uncaught Exception: 12: REST API is deprecated for versions v2.1 and higher (12) thrown in /home/ccomp/public_html/wp-content/plugins/seo-facebook-comments/facebook/base_facebook.php on line 1273